Pesquisa para mapear situação de estudantes e servidores na pandemia aberta até 25 de maio

14 de Maio de 2020

A pandemia de COVID-19 alterou a rotina de toda a Universidade Federal do Ceará. Por um lado, o trabalho remoto e o atendimento on-line passaram a ser uma realidade para servidores técnico-administrativos. Já estudantes e professores têm buscado se adaptar a novos modelos de ensino-aprendizagem, enfrentando desafios de várias naturezas.

Ciente da diversidade de situações surgidas neste contexto, a UFC iniciou uma ampla pesquisa institucional para mapear em detalhes a situação da comunidade universitária, suas condições de saúde, os níveis de acesso a ferramentas digitais, dentre outros aspectos.

Os questionários estão disponíveis até 25 de maio e são de extrema importância para que a comunidade possa registrar, oficialmente, suas condições de trabalho e estudo no período de isolamento social. Assim, a UFC poderá ter um diagnóstico oficial das situações enfrentadas. Estudantes de graduação e professores devem acessar a pesquisa pelo SIGAA; servidores técnico-administrativos, pelo SIGPRH.

Desde a suspensão das atividades presenciais da UFC em decorrência da COVID-19, outras sondagens foram realizadas por pró-reitorias e unidades acadêmicas. Esta pesquisa institucional, no entanto, visa padronizar a metodologia e coletar dados de modo global, com mais segmentos da comunidade universitária.

Por que participar? – Neste momento, a UFC, sob coordernação da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), se organiza para elaborar coletivamente sua Proposta Pedagógica de Emergência (PPE), cujo objetivo é desenvolver mecanismos para a reposição de aulas e para a conclusão do semestre letivo 2020.1.

Tendo em vista que não há garantias, no curto prazo, de quando poderá ser feita a retomada das atividades 100% presenciais, devido ao alto contágio da COVID-19, pensar alternativas de retomada gradual das atividades é essencial. Por isso, é tão importante a construção de um diagnóstico mais fiel sobre as condições da comunidade universitária.

Do mesmo modo, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) está discutindo novas medidas de apoio aos alunos, no sentido de garantir acolhimento e dar condições de conectividade digital aos estudantes. Essa é mais uma razão, portanto, para que a comunidade discente participe da pesquisa institucional.

O questionário dos estudantes foi elaborado pela PRAE, enquanto o de professores foi feito pela PROGRAD e o de servidores técnico-administrativos pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP). A Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) é a responsável pela disponibilização e processamento dos dados. A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG), por sua vez, está elaborando um levantamento específico com os coordenadores de programas de pós-graduação.

Fonte: Pró-Reitoria de Graduação – e-mail: gabinete@prograd.ufc.br