Português

Ajuste de matrícula 2020.2 pode ser feito até quarta-feira (18)

17 de novembro de 2020

O ajuste de matrícula 2020.2 de estudantes veteranos da Universidade Federal do Ceará acontece nesta terça (17) e quarta (18), por meio do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA). Assim como na matrícula curricular, no ajuste é necessário aguardar o processamento das solicitações.

Esse período tem como objetivo permitir que o aluno solicite inclusões e exclusões de matrículas em componentes curriculares, por eventuais necessidades de adaptação. O mesmo vale para os estudantes que tiveram o pedido de reabertura de matrícula aceito.

CASAS DE CULTURA – As Casas de Cultura Estrangeira ofertam seus cursos de extensão para alunos de graduação como disciplinas optativas, também disponíveis no SIGAA. Além das Casas de Cultura Alemã, Britânica, Francesa, Hispânica, Italiana e Portuguesa, há possibilidades nos cursos de Esperanto e de Língua Brasileira de Sinais.

A oferta dessas disciplinas a alunos de graduação atende à Resolução nº 12/2016 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e é resultado da articulação entre Casas de Cultura Estrangeira, Diretoria do Centro de Humanidades e Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD).

MATRÍCULA INSTITUCIONAL – Para os alunos que pretendem manter o vínculo de discente ativo com a Instituição, mas sem estar matriculado em componentes curriculares, existe a possibilidade da matrícula institucional, que também pode ser feita durante o período de ajuste.

A matrícula institucional deve ser solicitada pelo próprio aluno através do SIGAA e não passa por análise da coordenação do curso. No entanto, é preciso estar atento aos limites de matrículas institucionais e trancamentos totais permitidos – que, somados, não podem ultrapassar quatro semestres letivos.

Fonte: Coordenadoria de Planejamento, Informação e Comunicação – fone: 85 3366 9528; e-mail: copic@prograd.ufc.br

 

As datas referentes às etapas de matrícula podem ser consultadas a qualquer momento no Calendário Universitário.

Marcadores: