Português

Em reunião, administração superior avalia ações e define metas para terceiro ano

8 de julho de 2021

A administração superior da Universidade Federal do Ceará realizou na última terça-feira (6), na Reitoria, reunião de balanço 2021/2022, com a presença do reitor e de pró-reitores, superintendentes e secretários. A atividade dá continuidade ao processo, estabelecido desde o início da atual gestão, de avaliação e planejamento periódicos de ações prioritárias. No encontro, os integrantes da cúpula administrativa socializaram o status das metas definidas em julho de 2020 e apresentaram os tópicos onde deverão concentrar esforços até meados de 2022.

A programação foi aberta pelo reitor, Prof. Cândido Albuquerque, que agradeceu à equipe pelo empenho e disse ser uma constante ouvir, interna e externamente à UFC, menções ao dinamismo da presente administração. “A diligência e a eficiência têm sido nosso guia. À medida que o tempo vai passando, existe a tendência a se acomodar. Mas tenho muita segurança de que nós aqui não iremos fazê-lo”, ressaltou.

Na ocasião, foi apresentada aos participantes a Plataforma de Acompanhamento de Ações Estratégicas e Projetos Prioritários, em alinhamento com o Plano de Desenvolvimento Institucional para o quadriênio 2018-2022. Explanada pelo administrador Anderson Santos, diretor da Divisão de Gestão Estratégica da PROPLAD, a ferramenta substitui o procedimento de coleta de dados com gestores via planilha, como acontecia até então. “A plataforma é capaz de gerar relatórios trimestrais, com visualização detalhada e possibilidade de acompanhamento. Vários processos internos foram automatizados dentro do ambiente do Power BI”, relata o servidor técnico-administrativo, acrescentando ser possível ter acesso ao quantitativo de ações por unidade, de acordo com o status (em andamento, pausadas, realizadas ou previstas).

GRADUAÇÃO – A Pró-Reitoria de Graduação socializou suas metas cumpridas e planejadas. A pró-reitora adjunta, Profª Simone Borges, agradeceu ao apoio da Reitoria e frisou que o processo é desafiador para a seara da graduação, pois todas as ações listadas são estruturantes. “Também preciso registrar que, sem o suporte da STI, o cumprimento desse planejamento por parte da PROGRAD ficaria impraticável. Fica nosso agradecimento ao Prof. Edgar Marçal e equipe”, afirmou. Se, para 2020/2021, a PROGRAD direcionou os esforços para a estruturação dos procedimentos acadêmicos, a transformação digital interna, a melhoria nos processos de ingresso e a institucionalização de uma política de criação de cursos de graduação (tendo como projeto-piloto o caso do Campus Jardins de Anita, em Itapajé), para 2021/2022 as duas primeiras metas mencionadas seguem valendo. Definição e ampla divulgação de procedimentos e digitalização de processos da graduação são ações bem-sucedidas que seguirão em andamento.

Sobre o Campus de Itapajé, o Prof. Rafael Bráz, coordenador de Planejamento, Informação e Comunicação da PROGRAD, citou o importante trabalho realizado pelos docentes responsáveis pela elaboração dos projetos pedagógicos dos cursos, que envolveu pesquisadores de Fortaleza e Sobral.

  • Para ler a matéria na íntegra, com as metas dos demais setores, acesse o Portal da UFC.

Fonte: Gabinete do Reitor – e-mail: greitor@ufc.br