Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Pró-Reitoria de Graduação

Área do conteúdo

Trancamento, avaliações, datas… Webinário apresenta detalhes da PPE aos estudantes

Data de publicação: 11 de junho de 2020. Categoria: Notícias

Dúvidas sobre provas e avaliações, defesa de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para alunos concluintes, matrícula institucional e trancamento em 2020.1, aulas em laboratórios, solicitações de diploma com distinção acadêmica, gravação das aulas remotas… Em webinário apresentado na última sexta-feira (5), as pró-reitoras de Graduação, Profª Ana Paula de Medeiros, e de Assuntos Estudantis, Profª Geovana Cartaxo, esclareceram à comunidade acadêmica sobre o apoio dado pela Universidade Federal do Ceará aos seus estudantes no contexto da pandemia de COVID-19 e responderam a dúvidas acerca da Proposta Pedagógica de Emergência (PPE), divulgada na semana passada com os mecanismos para a retomada gradual das atividades acadêmicas e a conclusão do semestre 2020.1.

O webinário, com interpretação em libras disponível a pessoas surdas, integra a programação do Plano de Formação para o Apoio e Acompanhamento das Atividades Educativas em Tempos de Pandemia de COVID-19, que segue até o fim de junho. Com duas horas de duração, a transmissão já foi visualizada quase 3 mil vezes. Tanto as diretrizes da PPE quanto o Plano de Formação resultaram de estudos e de coleta de dados junto aos gestores (diretores, vice-diretores e coordenadores de programas acadêmicos) das unidades acadêmicas da UFC, em momentos coletivos de discussão.

Na ocasião, a Profª Ana Paula reconheceu que o ambiente de sala de aula é propício para a propagação viral, o que impede, neste momento, o retorno das atividades presenciais na UFC. Segundo ela, a volta às aulas in loco ocorrerá apenas após a devida autorização das autoridades sanitárias, ainda sem previsão. “Mas nós precisamos voltar de forma remota, porque temos um serviço a prestar aos nossos estudantes, que é o ensino”. Ao falar sobre as dificuldades observadas em todo o mundo no contexto da pandemia de COVID-19, a pró-reitora de Graduação afirmou que a Universidade precisa “encontrar maneiras para que o prejuízo [educacional] não seja tão grande”, explicou.

A PPE leva em conta três situações observadas atualmente na UFC: turmas que estão praticando atividades remotas; turmas que iniciaram e interromperam as atividades remotas; turmas que não realizaram atividades remotas. Por conta dessas especificidades, explicou a pró-reitora de Graduação, os prazos e procedimentos para a conclusão de disciplinas serão flexibilizados, pedagógica e legalmente, “sobretudo com segurança e cuidado com a comunidade.”

Na ocasião a Profª Geovana Cartaxo completou que a PPE “é um plano de emergência, não é o ideal como queríamos. Mas vamos conseguir superar e atender às condições de educação necessárias para o semestre, para não prejudicar e atrasar a vida acadêmica dos alunos, que é o nosso objetivo.”

DÚVIDAS ‒ Durante o diálogo ao vivo com os estudantes, a Profª Ana Paula respondeu a uma aluna que participou do webinário sobre a modificação das cargas horárias das disciplinas, nessa transição do modo presencial para o remoto. A pró-reitora de Graduação respondeu que o professor dará, no ensino remoto, a carga horária integral, não o quantitativo de dias, desde que preservando o conteúdo da disciplina.

Outra pergunta respondida na transmissão foi a respeito do trancamento de disciplinas em 2020.1, e se esse procedimento interferiria na matrícula do estudante no próximo semestre. Ana Paula respondeu que, neste contexto excepcional, o estudante poderá fazer um procedimento de supressão de disciplinas no histórico, não prejudicando no seu desempenho acadêmico. Ao mesmo tempo, o aluno terá prioridade de se matricular na disciplina suprimida durante o período de matrícula do semestre letivo seguinte.

Outro aluno questionou, na ocasião, sobre a situação de colegas que não puderam acompanhar o andamento de disciplinas que conseguiram se desenvolver de forma remota nos últimos meses. Ana Paula explicou que o professor deve oferecer opções de reposição da disciplina ao aluno (vídeos, exercícios, podcasts etc.). Caso o estudante não deseje repor a cadeira nesse momento, diante das opções dadas pelo docente, poderá solicitar a supressão da disciplina à Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) e se matriculará quando esta for novamente oferecida.

Sobre os estágios obrigatórios, a PPE adverte que a Secretaria de Regulação da Educação Superior (SERES) do Ministério da Educação (MEC) determina que “o estágio e as atividades práticas, mesmo no momento atual, não podem ser ofertados por meios e tecnologias de informação e comunicação nem substituídos por aulas ou atividades teóricas”. No entanto, admitiu a Profª Ana Paula, há profissões cuja natureza do trabalho pode se dar de forma remota sem qualquer prejuízo, a exemplo da programação computacional. Em casos assim, o professor responsável pela disciplina de estágio deverá encaminhar um parecer à PROGRAD acerca da possibilidade do cumprimento do estágio de forma não presencial, a fim de que seja avaliado o enquadramento dessa excepcionalidade conforme as normativas legais, apesar do contexto da pandemia.

Respondendo a um outro participante da transmissão, a pró-reitora de Graduação afirmou sobre a disponibilização de uma seção de Perguntas Frequentes (FAQ) sobre a retomada das atividades remotas que visam à conclusão do semestre 2020.1. A versão inicial do documento, com as primeiras perguntas recebidas, já está disponpível para consulta. O documento será atualizado caso surjam novas dúvidas.

O webinário, considerado satisfatório pela maioria do público que participou ao vivo, pode ser visto no canal do Programa de Apoio e Acompanhamento Pedagógico (PAAP) no Youtube:

DATAS ‒ De acordo com a pró-reitora de Graduação, Profª Ana Paula de Medeiros, uma Resolução sobre a PPE será submetida ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), que irá deliberar acerca dos pontos principais do reinício do semestre 2020.1. Na PPE, consta como data referência para o início da volta às aulas de forma remota o dia 20 de julho; a data limite para o término está previsto para 22 de outubro.

PESQUISA ‒ Ao longo do mês de maio, via Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), a comunidade acadêmica da UFC participou de pesquisa institucional que trouxeram à administração superior da Instituição dados sobre a realidade de acesso à Internet, a habilidade com ferramentas digitais, as estratégias que vêm sendo tomadas para a realização de atividades remotas e as condições de saúde das pessoas que integram a UFC. Os questionários foram respondidos por 10.069 estudantes, 996 docentes e 328 servidores técnico-administrativos.

Segundo a Profª Geovana Cartaxo, a pesquisa realizada pelo SIGAA foi “a maior já feita com alunos da UFC. Mais de 30% [do total de estudantes matriculados] responderam. Tivemos o cuidado de observar se [na pesquisa] havia um recorte de perfil socioeconômico dos alunos ‒ 51% dos respondentes se afirmaram cotistas, e 12% disseram ter Internet de baixa qualidade”, disse.

A partir dos resultados da pesquisa, a UFC decidiu abrir licitação para a aquisição de 6 mil pacotes de dados aos estudantes para o acesso às atividades remotas a serem desenvolvidas no reinício das aulas remotas. Baseado em cálculo feito pela Secretaria de Tecnologias da Informação (STI), serão fornecidos, inicialmente, pacotes mensais de 20 GB por um semestre. Segundo a pró-reitora de Assuntos Estudantis, o edital será disponibilizado em breve no próprio SIGAA, e os estudantes poderão acessá-lo e se inscrever pelo novo menu de Bolsas e Auxílios. O quantitativo de pacotes de dados a ser disponibilizado contemplará 20% do corpo discente da UFC, acima do percentual com baixo acesso à Internet indicado pelo levantamento.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC ‒ e-mail: ufcinforma@ufc.br

Acessar Ir para o topo